segunda-feira, 18 de junho de 2018

O manjerico deste ano!


Já o comprei há duas ou três semanas.
Vai crescendo. Vamos ver se resiste tanto tempo como o do ano passado.

Cheira tão bem!

                                                                           






Para a MR.


Regresso ao passado...


Hoje voltei ao Liceu, como professora (com os meus pequenos alunos).

Um regresso ao passado, a um tempo que não me deixou saudades.

Mas  hoje, no presente, foi giro!

                                                                           





                                                                           

sexta-feira, 1 de junho de 2018

À espera...

                                                   
                           



sábado, 5 de maio de 2018

A melhor rede social


Li por aí e concordo :


" A melhor rede social ainda é uma mesa cheia de amigos."

                                           

sexta-feira, 4 de maio de 2018

Somos todos iguais, mas uns são mais iguais que outros!


Disseram-me (que eu não ligo nada a estas coisas) que os bancos perdoaram uma dívida de milhões ao Sporting.
Será que se eu deixar de pagar a prestação da minha casa (do empréstimo que fiz)  também me perdoam a dívida?...

É ou não é revoltante?



terça-feira, 1 de maio de 2018

Acerta o passo


Fui ver e gostei muito.
É divertido e não só...

Quando a vida nos troca as voltas, que fazer? ...Reagir e continuar a viver, mesmo que continuar a viver  (às vezes) seja recomeçar uma vida completamente diferente.

Aproveitar a vida/é sempre tempo de recomeçar  é a mensagem deste filme divertido, ligeiro e simpático.


                                                                         

BOM FERIADO!

                                                                       

quinta-feira, 26 de abril de 2018

Amor, Única Chama

Amor, Única Chama, é o título da exposição na Casa Amarela - Galeria Municipal (Antigos CTT) em Castelo Branco, com obras de Francisco Simões.


     « No contexto das comemorações dos 500 anos da morte do histórico poeta da cidade, uma referência do lirismo nacional, João Roiz de Castelo Branco , a Câmara Municipal da Cidade que lhe deu o nome vai apresentar uma grande exposição com o título: Amor, Única Chama, comissariada pela crítica de arte (A.I.C.A), Maria João Fernandes, de esculturas, desenhos e cerâmicas do artista e um dos nomes maiores da escultura contemporânea em Portugal, Francisco Simões.

     A exposição cujo tema é o Amor e a celebração da mulher dá continuidade ao diálogo com a poesia característico da obra de Francisco Simões [...]

     Reunindo algumas dezenas de obras a mostra dá forma ao arquétipo do feminino intemporal, síntese de uma beleza cósmica e divina e em correspondência com a poesia reunida no livro igualmente de homenagem a João Roiz de Castelo Branco, a antologia inédita prefaciada por Guilherme de Oliveira Martins e com capa e desenhos de Francisco Simões: Cem poemas (de Morrer) de Amor e uma Cantiga Partindo-se, da autoria de Gonçalo Salvado e de Maria João Fernandes.
[...] »

(Retirado do desdobrável da exposição, que pode ser visitada até 1 de Julho)

                                                                                    



                    Capa do livro                                     






Uma Paixão

Ainda existe, cruel, ainda em meu peito
se nutre da paixão o fogo ativo;
ainda contra o teu gosto por ti vivo,
fazendo o sacrifício mais perfeito.

Ainda te adoro, ainda te respeito, 
vendo em ti de meus males o motivo;
porém o coração de amor cativo,
no cativeiro vive satisfeito.

Se às vezes contra ti queixumes solto,
do que fiz insensata então me admiro
e aos meus antigos sentimentos volto.

Só por ti vivo, só por ti respiro:
sairá com a minh'alma, em pranto envolto,
teu nome unido ao último suspiro.

Catarina Lencastre (1749-1824), Viscondessa de Balsemão
pág.98