terça-feira, 28 de outubro de 2014

Anjo da Guarda


Canção de embalar

Nem sombras nem luz
nem sopro de estrela
nem corpinhos nus
de anjos à janela

nem asas de pombos
nem algas no fundo
nem olhos redondos
espantados do mundo

nem vozes na ilha
nem chuva lá fora
dorme minha filha
que eu não vou embora.

António Lobo Antunes
Letrinhas de Cantigas, pág.26
Dom Quixote
( o título do poema : Canção para a minha filha Isabel
adormecer quando tiver medo
do escuro )
                                                                            
 
 
 
Bernhard Plockhorst 
(Retirado da Net)
 
 
 
 

16 comentários:

  1. Santo anjo do senhor,
    meu eterno protetor.

    bjs e saudades.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando eu era miúda dizíamos:

      Anjo da Guarda
      minha companhia
      guardai a minh'alma
      de noite e de dia.

      Beijinhos para todas:)
      E eu tinha saudades de ter aqui:)

      Eliminar
  2. Anjo da Guarda
    minha companhia
    guardai a minh'alma
    de noite e de dia.


    Era esta pequena oração que eu fazia em pequena antes de adormecer, foi tão bom recordá-la.

    Acho que todos temos um anjo da guarda que nos protege.


    beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também a dizia em pequenina e acho que ainda hoje muitas vezes a digo quase inconscientemente.

      Às vezes parece que é mesmo o Anjo da Guarda que nos protege! Também acredito nisso!

      Um beijinho e continuação de boa semana:)

      Eliminar
  3. Tenho um chamador de anjos. Achei graça há uns anos e comprei um de prata mas já há de fantasia.
    Beijinho. :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :)

      Beijinhos e continuação de boa semana:)

      Eliminar
  4. Acho mesmo que todos temos um anjo da guarda algures...
    Adorei o post, Isabel!
    Não conhecia a oração... agora já sei o que dizer quando pensar nos meus anjos da guarda...
    Beijos
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, Ana!
      Espero que a oração ajude mesmo:) E que os seus anjos da guarda estejam sempre presentes:)

      Beijinhos:)

      Eliminar
  5. Também tenho um Anjo da Guarda, que "me protege de noite e de dia", como na canção de António Variações!...:))
    Espero que com esta canção de embalar, a Isabel não tenha medo do escuro...

    Um beijinho.:))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A canção é linda...

      Qual Isabel? Eu ou a filha do escritor para quem a canção foi feita?...
      Eu não gosto muito da escuridão. não sei se é medo, mas não gosto...

      Um beijinho e um bom fim-de-semana, Cláudia :)

      Eliminar
  6. A fórmula era essa, uma firewall à prova de bala. O senhor padre dava-nos uns santinhos com anjinhos esvoaçantes que nos enterneciam a inocência. E éramos todos felizes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que sim, que eramos felizes! Entre regras rígidas e muita brincadeira, vivíamos despreocupadamente a infância.

      Bom fim-de-semana, Agostinho :)

      Eliminar
  7. Bem bonito este poema! Se tivesse medo, gostava que alguém mo lesse...
    "nem vozes na ilha
    nem chuva lá fora
    dorme minha filha
    que eu não vou embora."
    Beijinhos. Também gostei muito do teu fio de prata com a pérola escondida: o chamador do anjo, é assim? Ou inventei? Adorei uma vez uma prenda que me deram!...
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também acho o poema tão bonito!

      É um chamador de anjos, sim...não inventou! E espero que essa prenda tenha trazido anjos lindos para o seu redor :)

      Um beijinho grande :)

      Já pronta para sapatos novos?...

      Eliminar