quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Melancolia de Outono


                                                                                
 
 
Tarde tranquila, casi
com placidez de alma,
para ser joven, para haberlo sido
cuando Dios quiso, para
tener algunas alegrías...lejos,
y poder dulcemente recordarlas.
 
 
Antonio Machado
 
 
 
Para a Maria João 
 

18 comentários:

  1. Esperemos que a melancolia se transforme em alegria e que o próximo Inverno não seja muito rigoroso.

    Um beijo, Isabel.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deus o oiça! Detesto o frio!

      Um beijinho:)

      Eliminar
  2. Há uma certa melancolia na luz de outono. Muito belo o poema de Antonio Machado.

    Um beijinho, Isabel

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois há, Miss Smile; e é uma luz bonita:)
      Gosto das cores do Outono, não gosto é da proximidade do frio:)

      Um beijinho :)

      Eliminar
  3. Sublinho as palavras do João.
    Gosto de Inverno mas com pouca chuva.
    A tela é linda.
    Beijinhos. :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A mim acho que me aborrece mais o frio que a chuva. Mas a chuva, que é tão necessária, também cansa. Mas tem que ser...

      Bom fim-de-semana, Ana:)
      Beijinhos:)

      Eliminar
  4. Obrigada, querida Isabel! gosto imenso de Vasnetsov que tive a sorte de ver em Moscovo, na Galeria Tretyakova. Deixo-te umas imagens no meu blog. Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada eu, porque mo deu a conhecer, assim como Antonio Machado, que conheci através dos poemas que tem colocado no seu blogue.
      Não conhecia nem um nem outro!

      Já lá vou espreitar...

      Um beijinho e desejo-lhe um bom fim-de-semana:)

      Eliminar
  5. Há neste tempo de Outono uma certa propensão para o desânimo, para a tristeza.
    É o tempo que medeia os solsticios, quando o clímax é atingido, os excessos e a abundância extravasam medidas. Nele se acerta o relógio biológico.

    Bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Apesar de que o tempo e as estações já não estão tão definidas como antigamente. Mas os dias ficam mais pequenos (mesmo com bom tempo) e as tarefas associadas à estação, realizam-se: o começo das aulas, as vindimas...

      É o tempo a comandar os dias, a vida:)

      Bom domingo para si, Agostinho:)

      Eliminar
  6. Belo poema e bonita imagem!
    Não podemos deixar que a melancolia nos afecte em demasia...

    Um beijinho.:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já fui mais dada à melancolia! Hoje, vejo os anos a passar e o tempo a ser menos para fazer tudo o que gosto. Não há tempo a perder!

      Um beijinho e bom domingo de eleições:) Por aqui chove e não me apetece sair de casa, mas a consciência manda-me ir votar!

      Eliminar
  7. " Bajo ese almendro florido, / todo cargado de flor / -recordé-, yo he maldecido / mi juventud sin amor. / Hoy, en mitad de la vida, / me he parado a meditar.../ ¡ Juventud nunca vivida, / quién te volviera a soñar ! "
    A. Machado

    Bom finde, beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, o tempo que passa não volta mais!
      Tão lindo esse poema!
      Obrigada:)

      Um beijinho:) Hoje é dia de eleições aqui no nosso Portugal:)
      Bom domingo para ti, Maria:)

      Eliminar
  8. O Outono, ainda que seja propício à melancolia, tem cores maravilhosas!
    Bom domingo, Isabel. :) Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois tem! É uma época do ano muito bela: a luz, as cores...lindíssimo! Do que eu não gosto é que também anuncia o Inverno...

      Um beijinho e bom domingo:)

      Eliminar
  9. Também faço minhas as palavras do João!...
    Belíssima partilha, Isabel!
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Somos muitos, a não apreciar o frio...mas sabe bem estar à lareira...

      Obrigada, Ana:)
      Beijinhos:)

      Eliminar