sábado, 7 de maio de 2016

Constante diálogo


O constante diálogo

Há muitos diálogos

o diálogo com o ser amado
                        o semelhante
                        o diferente
                        o indiferente
                        o oposto
                        o adversário
                        o surdo-mudo
                        o possesso
                        o irracional
                        o vegetal
                        o mineral
                        o inominado
   
o diálogo contigo mesmo
                com a noite
                  os astros
                  os mortos
                  as ideias
                  o sonho
                  o passado
                  o futuro

Escolhe teu diálogo
                             e
tua melhor palavra
                           ou
teu melhor silêncio

Mesmo no silêncio e com o silêncio
dialogamos.


Carlos Drummond de Andrade
Seleta Em Prosa e Verso

                                                                       
         
 

18 comentários:

  1. Nunca o tinha lido, Isabel !
    É uma maravilha.

    Muito obrigado.

    Um beijo muito amigo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu é que agradeço as suas palavras simpáticas e fico contente que tenha gostado:)

      Um beijinho e um bom domingo:)

      Eliminar
  2. Adorei este diálogo, tão bem escalpelizado nas mais diversas vertentes, e a imagem está tão linda e vibrante... que as flores parecem mesmo querer ter também, uma palavra a dizer...
    Beijinhos, Isabel!
    Bom domingo!
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, Ana, por ter apreciado:)

      Beijinhos:)
      Um bom domingo para si, também:)

      Eliminar
  3. Magnifico este poema de Carlos Drummond de Andrade, que nos ensina como o diálogo é o mais belo caminho trilhado pelo vocabulário.

    ResponderEliminar
  4. O poema é lindo e a fotografia também. Como se chama essa flor?
    Tenho andado outra vez afastada devido ao trabalho. Não estranhes.
    Beijinho e bom Domingo. :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei o nome da flor...fotografei-a num parque da cidade aqui há dias.
      O trabalho ocupa-nos demasiado tempo...não devia ser assim...

      Beijinhos, Ana. Boa semana:)

      Eliminar
  5. Belíssimo!
    Bela mensagem!
    A fotografia é linda, como todas as suas.
    beijinho :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, Graça:)
      Fico contente que tenha gostado:)

      Um beijinho e uma boa semana:)

      Eliminar
  6. Como dizem os brasileiros: Eu amo Drummond. :-)
    Boa semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também!

      Uma boa semana também para si, MR:)

      Eliminar
  7. Não conhecia esse poema de Drummond! Belo, divino, verdadeiro.
    Beijinho, Isabel.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É muito bonito!
      Gosto muito da poesia de Drummond:)

      Um beijinho:)

      Eliminar
  8. Eu escolho o meu melhor silêncio, e sei bem porquê.
    Adoro Carlos Drummond de Andrade.
    Feliz dia!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que te entendo, Maria e parece-me que é preciso uma grande maturidade para fazer essa escolha!

      Um beijinho e posso desejar-te já um bom finde!

      Eliminar