domingo, 4 de dezembro de 2016

A subjectividade do que é eterno

 
"A beleza é a única coisa que o tempo não vence. As filosofias caiem como um castelo de areia; as crenças sucedem-se uma após a outra, mas o que é belo é uma alegria para qualquer época. É algo que pertence a toda a humanidade, e é para sempre."
 
Oscar Wilde
 
Meditações, pág.8
Alma Azul
 
 
Rodin

 
Natureza
 

30 comentários:

  1. Dois exemplos de beleza de que gosto: a escultura de Rodin e a natureza. :)

    Bom domingo, Isabel. Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Uma postagem que alia várias artes !
    Parabéns, Isabel.

    Um beijo amigo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, João:)
      Um beijinho e boa semana:)

      Eliminar
  3. Comove-me toda a beleza criada pelo homem. Por ser beleza e conter em si o efémero; o belo de raiz humana pode ser destruído, arrasado, anulado. E no entanto há nele uma marca de eternidade latente que seduz.
    A beleza natural é outra coisa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tudo pode ser destruído. Fica em nós a impressão que nos deixou a beleza que pudemos contemplar.

      Boa semana, Bea:)

      Eliminar
  4. Depende...
    Se for a beleza dos traços humanos, varia muito: Bardot envelheceu muito mal, Lauren Bacall, admiravelmente bem.
    Bom Domingo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Brigitt Bardot envelheceu mal, porque não envelheceu de forma natural. Acho que recorreu a plásticas. As mulheres belas, se envelhecerem de forma natural, continuam belas. Pelo menos as que me estou a lembrar...por exemplo a Carolina do Mónaco. Acho-a um mulher bonita, que mesmo com as marcas da idade é bonita.

      Mas isto da beleza também é um bocado relativo.

      Uma boa semana:)

      Eliminar
  5. Não estou bem de acordo. As filosofias não caem tão facilmente como castelo de areia. : )

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Interpreto como sendo, algumas filosofias, mas não "a filosofia".

      Boa semana, Catarina:)

      Eliminar
  6. Assino por baixo deste pensamento, pois assim também penso :)

    Duas belas e eternas imagens.

    Um beijinho Isabel

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, Fê:)
      Beijinhos e uma boa semana:)

      Eliminar
  7. Ainda há pouco falei de Oscar Wilde. :)
    Uma bela citação muito bem ilustrada. Esperemos é que o homem não estrague irremediavelmente a Natureza.
    Bom domingo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não me lembrava e fui espreitar sobre Oscar Wilde (ontem) e vi que têm imensas coisas no blogue.

      Infelizmente há esse perigo. Como se pode ser tão estúpido, tão ganancioso, a ponto de estragar tanto a natureza, que é o nosso suporte de vida.

      Boa semana, MR:)

      Eliminar
    2. Quando eu disse isso é porque tinha acabado de falar com uma amiga sobre a exposição dedicada a Oscar Wilde que está em Paris. Abro o seu blogue e vejo uma citação de Wilde...
      Boa semana também para si.

      Eliminar
    3. Ah! Pensava que se referia ao blogue! Mas de qualquer maneira gostei de andar lá a espreitar. Alguns post já conhecia, mas outros não.

      Um bom feriado, MR:)

      Eliminar
  8. O belo é terno. Eterno!
    O bonito pretencioso não
    sofre a erosão do tempo
    e dos elementos.
    De tal forma que a face
    se lhe povoa de sulcos
    e manchas. Sobrevém-lhe
    o chão pedregoso dos últimos dias.
    Bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já li e reli, mas alguma coisa me escapa...

      Obrigada pelo seu comentário.
      Boa semana, Agostinho:)

      Eliminar
    2. Isabel, peço desculpa, falta uma vírgula para que se entenda o sentido que pretendia. Há diferença entre o belo é o bonito, que reforcem com pretencioso. O belo é eterno, o bonito é efémero.
      ... pretencioso não, sofre ...
      Bj.

      Eliminar
    3. Ah! Foi o que pensei, que podia haver aí alguma gralha ou falta de alguma palavra, porque não me pareceu que o Agostinho pensasse dessa maneira: de certa forma estava realçando "o bonito pretensioso".
      Não há dúvida que a pontuação pode mesmo modificar o sentido de uma frase, de um texto!

      Obrigada.
      Um bom feriado:)

      Eliminar
  9. Gostei muito Isabel! Oscar Wilde é um grande escritor! A escultura é linda. E tu tens a tua sensibilidade especial que tudo vê e tudo sente! beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, Maria João:)
      Um beijinho especial e desejo-lhe uma boa semana:)

      Eliminar
  10. Imagens belas e bem escolhidas para a definição de beleza.
    O verde é a minha cor preferida, por ser a cor da Natureza, por isso acho esta sua foto uma das melhores.
    beijinhos


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, Graça.
      O verde é uma cor muito bonita, mas prefiro, um pouco mais, o azul...do céu e do mar!

      Beijinhos e uma boa semana:)

      Eliminar
  11. Respostas
    1. Muito obrigada, Maria:)

      Beijinhos e uma boa semana para si:)

      Eliminar
  12. Duas belezas diferentes... muitíssimo bem retratadas...
    A beleza da natureza... sempre intemporal...e que se renova em cada estação...
    A beleza humana... que creio eu... ainda ser considerada éfemera... pois a sociedade continua ainda a estigmatizar as pessoas de uma certa idade... e a valorizar e a apelar a uma eterna juventude... anti-natura... e incompreensível... desvalorizando a beleza interior... que advém de toda a nossa aprendizagem ao longo da nossa vivência...
    Beijinhos, Isabel! Bom feriado!
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há pessoas com muita idade que são tão bonitas. É isso mesmo que refere, a beleza maior está no interior de cada um.

      Beijinhos:)
      Um bom feriado também para a Ana:)

      Eliminar