sexta-feira, 25 de abril de 2014

Dia da Liberdade


[...]
E a promessa cumpriu-se
nessa manhã de Abril
ainda sem computadores
nem novelas do Brasil
(...)
Foi então pegar no cravo
que estava ali a espreitar
e foi pô-lo na espingarda
que trazia um militar
(...)
E o cravo desta história
que aqui se conta rimada
foi símbolo da festa
nascida de madrugada
(...)
Era uma vez um cravo
numa história sem idade
e eu ao lembrá-lo em verso
escrevo sempre Liberdade


Retirado de Era uma vez um Cravo, José Jorge Letria com ilustrações de André Letria
Edição da Câmara Municipal de Lisboa

                                                                               


                                                                                     
 
Soldados com cravos nas espingardas
Diogo
 
 

6 comentários:

  1. Liberdade - algo que devemos defender com todas as forças.
    Parabéns ao Diogo pelo bonito desenho.

    Um beijinho.:))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este é um livro que utilizo na escola; este e "O Tesouro". Ainda ontem li "O Tesouro" e os alunos que são pequeninos ouviram com muita atenção.

      O Diogo era um aluno antigo, mas guardei o desenho, que acho espectacular.

      A liberdade é preciosa, é "O Tesouro" que precisamos conservar!

      Um beijinho, Cláudia :)

      Eliminar
  2. Muito bonitos, imagens e poema, Isabel. :)
    Bom fim-de-semana. Bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada.
      As quadras fazem parte do livro do José Jorge Letria que conta o 25 de Abril em verso. Muito giro.
      Bom fim-de-semana, Deep!

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Muito obrigada, MR!
      Desejo-lhe um bom fim-de-semana!

      Eliminar