quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Khalil Gibran - A Amizade

"Um jovem disse: Fala-nos da Amizade

- O vosso amigo é a resposta às vossas necessidades. É o vosso campo semeado com dedicação e amor. É a vossa mesa e a vossa casa, porque recorreis a ele para saciar a vossa fome e para vos recolher na paz da sua amizade.

Quando o vosso amigo revela o seu pensamento, não temais o não do vosso próprio espírito, nem lhe recuseis o sim. E quando ele estiver silencioso escutai com o coração o que o dele diz.

Porque na amizade todos os pensamentos, todos os desejos, todos os sonhos nascem sem palavras e partilham-se numa alegria de silêncio.

E quando tiverdes que vos separar do vosso amigo não vos preocupeis porque aquilo que mais amais nele fica ainda mais claro na sua ausência, como para o alpinista para quem a montanha é muito mais nítida quando a olha da planície.
É que não há outro fim na amizade a não ser o aprofundamento do espírito. Como o amor que busca algo mais além da revelação do seu próprio mistério, não é amor, mas uma rede atirada onde apenas o inútil fica preso, é que o melhor de vós deve ser oferecido ao amigo. Se ele tem de conhecer o refluxo da vossa maré, que conheça também o fluxo. Pois, para que servirá o amigo se o procurais apenas para matar o vosso tempo?
Buscai-o antes nas horas vivas, porque ele está ali para resolver a vossa necessidade de consolo e não para encher o vosso vazio.
E que na doçura da vossa amizade exista também o riso e os prazeres partilhados. Porque no orvalho das pequenas coisas é que o coração encontra a sua manhã e a sua frescura."

Retirado de O Profeta, Kahlil Gibran, pág.42 e 43
Alma Azul




Kokoschka, Crianças a brincar, 1909


                                                                         

4 comentários:

  1. E quando tiverdes que vos separar do vosso amigo não vos preocupeis porque aquilo que mais amais nele fica ainda mais claro na sua ausência, como para o alpinista para quem a montanha é muito mais nítida quando a olha da planície.
    É que não há outro fim na amizade a não ser o aprofundamento do espírito.

    Isso me basta, pena que para a maioria das pessoas isso não significa amizade.

    bjs meus, compartilhados com as outras 4

    ResponderEliminar
  2. "É que não há outro fim na amizade a não ser o aprofundamento do espírito".
    É um pouco teórico, na prática a amizade engloba mil formas diferentes de querer, talvez há tantas formas de ser amigo como de pessoas há no mundo, mas de qualquer modo a ideia é atractiva, às vezes é isso mesmo, e é bonito.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Boa tarde amigas
    curioso que destacaram a mesma frase que a Maria. E mais teórica ou mais prática, é uma frase que encerra, se calhar, o essencial.

    É importante ter amigos. é uma das "prisões" que vale a pena.
    5 beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Olá Maria
    tens razão, cada pessoa vê a amizade e o ser amigo à sua maneira.
    É bom ter amigos e os verdadeiros que permaneçam!
    Um beijinho grande

    ResponderEliminar