terça-feira, 2 de abril de 2013

Livro Infantil


A propósito do Dia Internacional do Livro Infantil, do qual nem me lembrei ...
Um livro sobre uma raposinha matreira.
A Salta-Pocinhas, uma raposa matreira, fagueira, lambisqueira que apesar de tudo, nos cativa.
Mas ...em banda desenhada!
É uma maravilha!

                                                                                
 
 
Uma edição mais antiga - de 1979
e
uma de 2009

 
Uma edição muito engraçada e com uns desenhos espectaculares - 2009
Banda desenhada, com ilustração de Artur Correia.

 
Uma das 218 páginas...

 
...e outra!
 
Uma edição que é um encanto!

16 comentários:

  1. Excelente sugestão, Isabel!
    Não conhecia esta nova adaptação para BD.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Tonsdeazul!
      É giríssimo! E é um livro que apetece folhear. Papel de qualidade, com o cheiro bom dos livros.
      Os desenhos muito engraçados...
      Se o vires, vais gostar...

      Eliminar
  2. Olá Isabel,
    Uma história de uma raposa que nos cativa....não é normal. Mas como história infantil, compreende-se.

    Não conhecia.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É giro!
      Deves conhecer. É um livro que estava em todas as bibliotecas escolares, antigamente (bem, a não ser que sejas muito jovem).
      Do Aquilino Ribeiro.

      Pois...é uma raposita matreira, mas acaba por nos encantar!

      Um beijinho

      Eliminar
  3. Isabel, o Romance da Raposa é uma das obras que me encanta. É tão bonito!
    Este tema dava para tanto...

    Um beijinho,
    (infantil).:)))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É uma raposita que não serve de exemplo para ninguém...mas que nos conquista assim mesmo!
      Li a banda desenhada há pouco tempo e adorei!

      Um beijinho (infantil, pois então!)

      Eliminar
  4. Ó Isabel! Que maravilha! Adorei sempre essa raposa malandrinha, "A Salta-Pocinhas, uma raposa matreira, fagueira, lambisqueira"!
    O livro é uma obra-prima!
    lembro-me de ainda não saber ler e a minha mãe nos contar todos os dias uma das partidas da "salta-pocinhas", uma verdadeira heroína para mim!!!
    Obrigada por esta ideia tua!
    beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que engraçado, ficar a saber a história assim contada dessa maneira. Imagino-a de olhos e ouvidos bem "abertos", em silêncio, a ouvir atentamente, para não perder nadinha!

      A Salta-Pocinhas era matreirinha mesmo, mas conseguia o que queria! Espertalhona! É um livro muito giro. A banda desenhada é outra obra-prima! É tão giro!

      Fico contente que tenha gostado, Maria João!
      Um beijinho grande ( e infantil , como diria a Cláudia!)

      Eliminar
  5. Um encanto também o postal que recebi hoje, vou guardá-lo para a minha Carol.
    És linda, nunca estarei à altura.
    Beijos grandes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora Maria, uma insignificância!
      O teu pequenino fez um aninho por estes dias não foi? O tempo voa!

      Um beijinho grande e outro para a pequena Carol( apesar de não me conhecer!)

      Eliminar
  6. Daqui a uns dois anos já estarei a comprara para o meu neto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E que idade tem ele agora?

      É muito bom ter um avô com tempo para comprar e ler livros aos netos! Esse convívio cada vez mais raro, é muito proveitoso para as crianças.
      Parabéns e felicidades para neto e avô.

      Obrigada pela visita (já vou espreitar o seu blogue.)

      Eliminar
  7. Adoro este livro de Aquilino. Um dia destes vou ler a bd.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É giríssimo, MR!
      Não se vai arrepender!
      Boa noite!

      Eliminar
  8. Aquilino Ribeiro, uma referência na História da Literatura Infantil Portuguesa.

    Lídia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade Lídia. E este livro agrada até hoje, se as crianças tiverem oportunidade de o ouvir, ou de o ler.

      Bom fim-de-semana!

      Eliminar