domingo, 24 de junho de 2012

Beira-mar

Sou moradora das areias,
de altas espumas: os navios
passam pelas minhas janelas
como o sangue nas minhas veias,
como os peixinhos nos rios...

Não têm velas e têm velas;
e o mar tem e não tem sereias;
e eu navego e estou parada,
vejo mundos e estou cega,
porque isto é mal de família.
ser de areia, de água, de ilha...
E até sem barco navega
quem para o mar foi fadada.

Deus te proteja, Cecília,
que tudo é mar - e mais nada.


Cecília Meireles, Obra Poética, pág.283
José Aguilar Editora



                                                                            

16 comentários:

  1. Lindíssimas palavras!
    Cheguei agora da praia a água estava gelada, mas deu para dar uns mergulhos. ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que maravilha!
      Correndo o risco de me repetir: que inveja!
      Vou mergulhando sem mar, um pouco à maneira de Cecília Meireles.
      Bom domingo, com o mar aí tão perto...

      Eliminar
  2. Os azuis que se confundem na linha do horizonte... Que bonito!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É lindo, sempre, o mar.

      Um abraço e bom domingo

      Eliminar
  3. Isabel,
    O poema é lindo!
    A tua fotografia também. :)
    Beijinhos e boa semana!

    Não vi o filme por causa do trabalho. Terei que o ver em vídeo.
    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada Ana.
      O filme talvez ainda tenhas oportunidade de o ver, penso que estreou há poucos dias.
      É um filme duma monotonia interessante, como eu digo.
      Eu e a amiga com quem fui, ainda brincamos com tanta "pasmaceira", mas o filme é bonito, prende-nos e principalmente faz-nos pensar. Eu gostei e vi-o com bastante interesse. Eu acho que se tiveres oportunidade de ver, vais gostar, Ana.
      Uma boa semana para ti também.

      Eliminar
  4. É como uma sinfonía de palabras,como navegar longe em pensamento...
    A foto bonita, uma sinfonia de azuis...
    Nota-se que acabo de escutar Mahler, que me deixou nas nuvens. Na quarta feira ponho, é o meu dia da música no blog...
    Beijinhos, vou-me interessar por esse filme que recomendas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada Maria, por gostares.
      Pois estiveste a escutar e eu fui espreitar, porque ali de lado aparece como se já tivesse sido publicada.
      Bom, fica para quarta-feira.
      Eu acho que também és capaz de gostar do filme, mas é um filme diferente.
      Um beijinho grande e boa semana

      Eliminar
  5. Obrigada por avisar-me do disparate que aparecia nas vossas listas. A única forma foi publicar mesmo algo de Mahler, um pouco à pressa, mas acho que vão gostar, mesmo que já conheçam.
    Beijos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é disparate, deve ter-te acontecio o que já me aconteceu: quando estamos a pré-visualizar, se por engano se clica em "publicar", mesmo que depois se reverta para rascunho, já fica registado nos blogues que nos seguem. Já me aconteceu. Mas entretanto a foto que aparece já é outra, mudaste-a...
      Beijinhos

      Eliminar
  6. Respostas
    1. Obrigada Maria Campos.
      Quase de férias, não é?
      Sabem bem, que o cansaço do ano é muito.

      Um abraço e boa semana

      Eliminar
    2. Férias ainda não... só em fins de julho...
      Mas o trabalho já está mais manso, claro. Muito mais!

      Bom final de ano para ti Isabelita e que as féria venham rápidas, quentes, saborosas e com muitas dunas de areia e muito mar! :) :) :) :)

      Eliminar
    3. Pois. Eu também, mas ainda há trabalho até lá.
      Não com tanta agitação, claro.
      Por acaso estou mesmo a precisar de descanso - físico e mental. Estou esgotada. São os cinquenta!
      Bom final de ano também para ti e boas férias, quando chegarem (mas ainda nos vamos falando, por aqui...)
      Um beijinho

      Eliminar
  7. Deus nos proteja, Isabel,
    que tudo é mar - e mais nada.

    bjs meus

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fiquemos então com as palavras de Cecília - Deus nos proteja, amigas.
      Beijinhos para todas.

      Eliminar