quinta-feira, 21 de junho de 2012

Cantar de Amigo


Amigo, dá-me a tua mão
e serve de guia
a uma alma cega.

Amigo, dá-me a tua mão e mostra
a luz a este olhar
que não compreende.

Amigo, leva-me contigo
pelos caminhos que sabes
do confuso mundo.

Amigo, dá-me a tua mão
e diz-me aonde,
eterna ausente,
paira minha alma.


Luís Amaro, Diário Íntimo, Dádiva e Outros Poemas, pág.71
Editora Licorne

Luís Amaro, um poeta que conheci no blogue Sobre o Risco



Sem Título
Costa Camelo
Acrílico sobre papel
                                                                    

18 comentários:

  1. Gostei muito, Isabel.
    Tem muita intensidade.
    Mas não conheço o autor.


    Um beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fico contente que tenha gostado.
      Eu acho que vale a pena conhecer. Este livro tem poesia muito bela.
      Um beijo e uma boa noite

      Eliminar
  2. Gostei da sua escolha. O Luís Amaro tem belos poemas e ainda bem que este livro foi editado.
    Boa noite!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não conhecia o poeta, conheci-o no Sobre o Risco e gostei muito da poesia, que acho duma grande beleza.
      Ainda bem que quem conhece nos vai apresentando bons autores.

      Agora... boa tarde!

      Eliminar
  3. Bonito mesmo Isabel.

    O Manuel tem sempre pinturas e poemas assim, surpreendentes e aconchegantes no seu caderno digital...são poetas mansos e pintores fantasticos. Boa escolha, um belo pensamento.

    bjs nossos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada pelas palavras, amigas.
      É certo! No blogue do nosso querido amigo Manuel, somos sempre apresentadas a bons autores, que às vezes até andam muito esquecidos.
      Tenho aprendido muito, lá.
      Beijinhos amigos para todas.

      Eliminar
  4. Isabel, trouxe aqui um poeta singular, de grande sensibilidade e autenticidade, um homem excepcional.

    Bem haja!

    Um beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu é que lhe agradeço, porque mo deu a conhecer no seu blogue. E vale a pena descobri-lo.
      Gosto muito da poesia.
      Obrigada
      Um beijinho

      Eliminar
  5. "Amigo dá-me a tua mão...", palavras sempre cheias de sentido. Não conheço o autor. O pintor Raúl da Costa Camelo, que era da Covilhã e morreu em Paris, foi um intelectual e pintor muito respeitado. Não tem um estilo de pintura que me chegue muito, talvez por difícil, mas mesmo assim tem coisas de que gosto muitíssimo, como este quadro, por exemplo.
    Bom Fínde!!!Beijinhos de verão, que sejas feliz.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É muito lindo.

      Também não conhecia, já sabes onde o descobri.

      De Costa Camelo gostei naquela exposição que vi há dias e que deixei aqui no blogue. Esta pintura estava na exposição. Tirei-a do catálogo, que é lindíssimo.
      Eu não sei se é difícil, mas gostei da pintura dele.

      Bom finde também para ti. Gosto do Verão, do sol, do mar, quando posso lá estar ou da piscina, que é o que se pode arranjar por aqui...enfim, do tempo parado num doce "far niente", que é como quem diz; a ler sossegadamente onde quer que seja!

      Beijinhos, sê feliz também!

      Eliminar
  6. E, não são os amigos e as crianças o melhor do mundo?!
    Os verdadeiros amigos, dão-nos as mãos e muito mais... e estão sempre bem presentes!
    Gostei do poema e do quadro.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São sim Cláudia.Tem razão.
      Os verdadeiros amigos enchem a nossa vida de alegria e ternura. E estão sempre presentes!
      Ainda bem que gostou das escolhas.
      Um beijinho grande

      Eliminar
  7. Bonito poema! E gosto da imagem que escolheste! Sei que gostaste da exposição...
    beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Maria João por gostar das escolhas.
      Gostei da exposição. Não me importava nada de escolher lá um quadrinho...Este por exemplo!
      (Bem, mas tenho-os cá todos, no catálogo.)

      Um beijinho e uma boa noite.

      Eliminar
  8. O poema é muito bonito Isabel. Gostei da tela e não conhecia.
    Obrigada!
    Beijinhos. :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também acho lindíssimo o poema. Este livro de Luís Amaro, que vi no blogue do Manuel é, todo ele, muito bonito.
      A tela está na exposição que ainda continua patente ao público até Agosto.
      Queres vir até cá?
      Beijinhos

      Eliminar
  9. poema mais que lindo, emocionante! beijosssssssss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Myra, ainda bem que gostou.
      Um beijinho

      Eliminar