domingo, 2 de fevereiro de 2014

Além


Como enorme vasilha, céus floridos,
as estrelas são lírios infinitos.

António Salvado, Interior à Luz, pág.8


4 comentários:

  1. Pleno de música, este olhar sobre o firmamento!...

    Um beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo...
      Um olhar de um grande poeta!

      Um beijo, Lídia, e boa semana!

      Eliminar