sexta-feira, 16 de julho de 2021

Quanto é suficiente?

O video tem possibilidade de legendas em português. 

          Bom fim-de-semana😊 

 



 

quarta-feira, 14 de julho de 2021

10º Aniversário do Blogue

Nunca pensei fazer uma caminhada tão longa...

Estou feliz com tudo o que o blogue me trouxe, e é para continuar mais 10 anos! 😊🤣😂

Obrigada a todos os amigos.

                                                                           



domingo, 27 de junho de 2021

O Bibliófilo Aprendiz


"Dizem que um poeta francês foi uma vez apresentado a um riquíssimo banqueiro. O apatacado personagem perguntou ao poeta:

- Para que serve a poesia?

E o poeta respondeu-lhe:

- Para o senhor, não serve para nada.

Tinha razão o poeta. Para muita gente, tudo na vida deve ter uma utilidade.

Para essa gente pretensiosa não adianta explicar certas coisas, elas não chegaram ainda a um desenvolvimento cultural suficiente para apreciar as coisas sem utilidade aparente."                                                                            

(Retirado da contracapa)




É um livro muito interessante. Julgava que sabia alguma coisa sobre o assunto e não sabia nada. Fiquei com umas luzes. Não que eu pretenda ser uma verdadeira Bibliófila, porque não tenho paciência e principalmente não tenho dinheiro para o ser (sou apenas uma simples acumuladora de livros e basta-me) mas achei muito interessante tudo o que o livro diz; além disso está escrito duma maneira divertida, com algumas histórias engraçadas e lê-se muito bem.
Foi publicado pela primeira vez em 1965 em São Paulo (segundo informação do livro).

Recomendo a todos os que gostam de livros.

domingo, 13 de junho de 2021

Feliz Dia de Santo António

 Foi a última miniatura que ganhei para a minha pequena colecção de Santo(s)  António(s)                                                                              



sábado, 12 de junho de 2021

"Quem não tem vergonha todo o mundo é seu!" ou Vale tudo?!...

 Já me tinham falado do programa, mas como vejo pouca televisão, nem sabia de que se falava. Depois vi as imagens e fiquei chocada. Figuras tristes!

As pessoas não têm noção do ridículo?

Não têm dignidade?

A rapariguinha é o quê?!...

Se calhar a nova lei da "censura" deveria ter começado por censurar estas figuras ridículas ( de parte a parte ).

                                                                           


sábado, 5 de junho de 2021

Exposição no Museu Cargaleiro





« A partir de sábado, dia 5 de junho, no Museu Cargaleiro, pode visitar a nova exposição: MANUEL CARGALEIRO – UMA VIDA DESENHADA, com curadoria de João Pinharanda.

Centena e meia de desenhos inéditos, produzidos desde a década de 1950 até à atualidade.

 

A exposição foi pensada para revelar uma zona mais intimista e menos conhecida do trabalho de Manuel Cargaleiro e apresenta (a partir de um vasto fundo de cerca de dois mil originais) cerca de centena e meia de desenhos na quase totalidade inéditos. Tão vasta selecção permite-nos estabelecer uma viagem fascinante e muito diversificada entre os anos de 1950 do século passado e a década actual deste século - setenta anos de inesgotável vontade criativa, intensa e sempre rica nas suas propostas, abertura a novos caminhos, reiteração de uma poética da alegria e da partilha.

Os desenhos apresentados lançam pontes de interpretação para todas as dimensões da sua obra (sejam as várias dimensões dos seus trabalhos cerâmicos, notoriamente a azulejaria, seja a sua pintura) preparando-nos para entender melhor a génese formal e temática do seu trabalho, os diálogos que estabelece com a tradição dos saberes artesanais que tanto aprecia e com história da arte do seu tempo. Mas, como sabemos, o desenho mantém, na obra de qualquer artista, uma grande autonomia face às outras expressões e é como desenhador de pleno direito, na dimensão de liberdade e autoridade que a disciplina lhe confere, que a exposição nos vai convidar a olhar Mestre Cargaleiro.”(João Pinharanda – Curador da Exposição Manuel Cargaleiro - Uma Vida Desenhada) »


 

quinta-feira, 3 de junho de 2021

Marcadores CIX

    Duas colecções da Cotovia