sábado, 12 de novembro de 2022

Opinião

Parece que está na moda os jovens (e não só) manifestarem-se contra o clima e o que modifica o clima e blá, blá, blá...nada contra. Sei que há decisões que têm que ser tomadas e só os governantes as podem tomar para bem do PLANETA e da humanidade!

Mas pergunto-me se os jovens que fazem o folclore nas universidades, não são os mesmos que usam telemóveis topo de gama, fazem toda a sujidade e barulho nas noites de Lisboa (e de outras cidades) perturbando e sujando sem se incomodarem com ninguém. Os mesmos que na escola de artes utilizam materiais bem poluentes, os mesmos que fumam e bebem sem controle e que provavelmente se estão nas tintas para a separação do lixo. Os mesmos que frequentam os locais de fast food onde tudo é descartável, etc, etc, etc...

Aqui, na minha cidade, nos muitos desfiles académicos que acontecem ao longo do ano, a pretexto de tudo, fica sempre um rasto de porcaria, nomeadamente copos e copos de plástico, com restos de cerveja...

Então, antes de andarem a fazer manifestações folclóricas contra o que quer que seja, comecem por respeitar os outros e os espaços que são de todos e a viver de acordo com aquilo que apregoam!

A carapuça que acente a quem a enfiar, porque felizmente nem todos os jovens se encaixam aqui. 

Há-os que  trabalham muito e quando se divertem, nos seus tempos de lazer, sabem respeitar o Planeta!


Estranho...🤔!!!!!!

    Será que aconteceu com mais alguém, o que me está a acontecer?...Alguns comentários de 2011, 2012... estão a desaparecer do lugar e a voltar para não publicados, mas no SPAM. 

     Não é estranho?!!!



sábado, 15 de outubro de 2022

Amanhecer de Outono




CANÇÃO DE OUTONO

No entardecer da terra
O sopro do longo outono
Amareleceu o chão.
Um vago vento erra,
Como um sonho mau num sono,
Na lívida solidão.

Soergue as folhas, e pousa
As folhas, e volve e revolve.
E esvai-se inda outra vez.
Mas a folha não repousa,
E o vento lívido volve
E expira na lividez.

Eu já não sou quem era;
O que eu sonhei, morri-o;
E mesmo o que hoje sou
Amanhã direi: Quem dera
Volver a sê-lo!...Mais frio
O vento vago voltou.

Fernando Pessoa
(Retirado da net)
 


quinta-feira, 6 de outubro de 2022

Parabéns Cláudia 😊


 Desejo-lhe um dia muito feliz!

Saúde, amor, livros, amigos...tudo do melhor!

                                                                                  


(Retirado da Net)




quinta-feira, 29 de setembro de 2022

Outono


Tenho tempo, não tenho idade.

Agustina Bessa-Luís




Não faças da tua vida um rascunho. Poderás não ter tempo de passá-la a limpo.

Mário Quintana

 

Citações retiradas do livro "Citações para todas as ocasiões" de Rita Matos


terça-feira, 30 de agosto de 2022

Leituras de 2022

Apercebi-me que este mês ainda não publiquei nenhum post...

Para não deixar acabar o mês sem colocar ao menos um post, ficam aqui alguns livrinhos lidos este ano.

Talvez possa haver aqui alguma sugestão de leitura😊.

Boas leituras!

                                                                             


 

domingo, 24 de julho de 2022

Bom domingo 😊



"A maior parte das preocupações tem a ver com o futuro e com coisas que, na maior parte dos casos, nunca acontecerão.
Concentre-se no presente e o futuro encarregar-se-á de si próprio." 

(Não sei que é o autor)