terça-feira, 11 de junho de 2024

Leituras de 2024 : Maio/Junho

 





Ofereceram-mo e li-o em poucos dias, apesar de não ser pequeno, porque é um livro que prende. Está tão bem escrito (na minha opinião) que conseguimos ver as cenas com todos os pormenores, como se fosse um filme, o que por vezes também é duro. Às vezes esquecia-me que estava a ler um livro e nem me lembrava onde estava, porque é completamente absorvente.
O sofrimento das guerras é igual em todas as guerras e não se compreende como é que a Humanidade continua a fazê-las e a participar nelas, causando sempre tanto sofrimento dos dois lados. Como diz algures no livro "Numa guerra ninguém ganha!"
Um grande livro!





"Nesta fascinante entrevista autobiográfica, Robert Sarah, um dos mais desassombrados cardeais da Igreja Católica, dá um testemunho ímpar da sua fé e comenta muitos dos acontecimentos, desafios e controvérsias das últimas décadas. A missão da Igreja, a alegria do Evangelho, os Papas, o mundo moderno. África e o Ocidente, a moral, a verdade, o mal e Deus- sempre - são alguns dos temas que o cardeal aborda com grande clareza e sabedoria." (Retirado da contracapa)

Foi uma leitura interessante. Este livro faz parte de um conjunto de três, cuja sequência me espera no monte😊 : "A Força do Silêncio" e "A Noite Vai Caindo e o Dia Já Está No Ocaso".




Uma leitura semelhante a "Ao Fim da Memória", que se lê rapidamente e sem esforço. Gostei, como gostei de todos, os que li, de Fernanda de Castro.

4 comentários:

  1. Leituras fabulosas e incríveis. Quero muito ler todos esses livros.

    Boa semana!

    O JOVEM JORNALISTA está no ar cheio de posts novos e novidades! Não deixe de conferir!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há tantos livros bons para ler, não é?
      Boas leituras!
      E boa semana:))

      Eliminar
  2. Isabel,
    Desconhecia os dois primeiros. Pelo que escreveu em cada um deles, parecem-me livros interessantes!
    Quanto ao de Fernanda de Castro, já falámos sobre ele. Não sei se o tenho e neste momento não consigo confirmar. Pelo menos nunca o li.
    Um beijinho e boa semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O primeiro é recente. Saiu em Março deste ano. O segundo já é de 2016. Já o comprei (juntamente com os outros dois que dão continuidade à entrevista) em 2020. Finalmente peguei neles.
      Pois, o da Fernanda de Castro há-de tê-lo por aí, de certeza! Um dia destes descobre-o em algum caixote! Aposto!
      Boas leituras!
      Continuação de boa semana😊😊😊

      Eliminar