sábado, 5 de junho de 2021

Exposição no Museu Cargaleiro





« A partir de sábado, dia 5 de junho, no Museu Cargaleiro, pode visitar a nova exposição: MANUEL CARGALEIRO – UMA VIDA DESENHADA, com curadoria de João Pinharanda.

Centena e meia de desenhos inéditos, produzidos desde a década de 1950 até à atualidade.

 

A exposição foi pensada para revelar uma zona mais intimista e menos conhecida do trabalho de Manuel Cargaleiro e apresenta (a partir de um vasto fundo de cerca de dois mil originais) cerca de centena e meia de desenhos na quase totalidade inéditos. Tão vasta selecção permite-nos estabelecer uma viagem fascinante e muito diversificada entre os anos de 1950 do século passado e a década actual deste século - setenta anos de inesgotável vontade criativa, intensa e sempre rica nas suas propostas, abertura a novos caminhos, reiteração de uma poética da alegria e da partilha.

Os desenhos apresentados lançam pontes de interpretação para todas as dimensões da sua obra (sejam as várias dimensões dos seus trabalhos cerâmicos, notoriamente a azulejaria, seja a sua pintura) preparando-nos para entender melhor a génese formal e temática do seu trabalho, os diálogos que estabelece com a tradição dos saberes artesanais que tanto aprecia e com história da arte do seu tempo. Mas, como sabemos, o desenho mantém, na obra de qualquer artista, uma grande autonomia face às outras expressões e é como desenhador de pleno direito, na dimensão de liberdade e autoridade que a disciplina lhe confere, que a exposição nos vai convidar a olhar Mestre Cargaleiro.”(João Pinharanda – Curador da Exposição Manuel Cargaleiro - Uma Vida Desenhada) »


 

26 comentários:

  1. Adorava ir, mas continuo presa... é só vê-las passar: ainda agora perdi as máscaras da Sala da Nora 😪
    Há meses que não vou à cidade.

    Enjoy, Isabel, e vá contando, ok?
    Beijinho.
    🌼

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A das máscaras também não vi, nem soube...

      Esta já fui ver, ontem e a do CCCCB também. Fui lá com os meus alunos e ontem fui outra vez, sem eles, para ver com mais calma. Gostei imenso das duas.

      É pena que não possa vir...faz falta até para aliviar um bocadinho a cabeça, de todas as preocupações.

      Beijinhos e ânimo.

      Eliminar
    2. Obrigada. :-)
      Era na Sala da Nora, vi por acaso no Portugal em Directo.

      Beijinhos.
      🌻

      Eliminar
    3. Ultimamente também tenho deixado passar algumas coisas, principalmente no Cine-Teatro. Não tenho conseguido ir, mas ao que posso, vou.

      Hão-de haver muitas oportunidades, não é verdade? Agora as prioridades são outras.

      Beijinhos:))

      Eliminar
  2. Ainda bem que começam as visitas aos Museus! :)
    -
    As cartas escritas com nostalgia ...
    -
    Um excelente fim de semana - Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, foram tantos meses de clausura. Sabe bem voltar à vida quotidiana.

      Beijinhos:))

      Eliminar
  3. Acredito que seja uma exposição muito bonita e agradável de visitar
    .
    Votos de um feliz fim de semana
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É muito interessante, com obras muito bonitas e duma grande criatividade. Adorei!

      Uma boa semana para si, Rykardo:))

      Eliminar
  4. Olá, Isabel.
    Que bom ter um Museu assim por perto. A exposição deve ser muito boa, com certeza.
    Um beijinho, Isabel, desfrute e, se puder, diga mais coisas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso temos aqui uma boa variedade de museus e todos bem interessantes. Tento não perder nada.

      A exposição é muito boa e tem um catálogo lindíssimo.

      Beijinhos:))

      Eliminar
  5. Com tantos desenhos inéditos é de não perder.
    Infelizmente, eu não posso ir a Castelo Branco.
    Vê por mim, Isabel !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Está vista e gostei imenso. Ir àquele museu é sempre uma boa escolha!

      Um beijinho e desejo que esteja bem:))

      Eliminar
  6. Goste do desenho de arte
    Como gosto de pintura
    Na arte que transfigura
    Nosso sentir como parte
    Do belo que se reparte
    Com a alma do observador.
    É como a troca de amor
    Ou da luz que ilumina
    Nossa alma pequenina
    Mas de luz superior!

    Abraço cordial. Laerte.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Ilumina a nossa alma pequenina!", sem dúvida!

      Obrigada pelo seu comentário. Desejo-lhe uma boa semana:))

      Eliminar
  7. Deve ser uma beleza, gosto muito do Cargaleiro. Quando acaba?
    Bom domingo! Boa semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estive a ver se descobria até quando vai a exposição, mas a única referência foi na notícia da SIC, onde a jornalista diz que "ainda sem data para terminar, tudo depende da vontade do mestre". Não sei se é mesmo assim, mas na verdade não consegui descobrir quando acaba.
      Espero que possa vir até cá!

      Beijinhos, continuação de boa semana:))

      Eliminar
    2. Não há nada como ir à fonte. Acabei de telefonar (isso ainda posso 😉) e disseram-me que vai ficar muito tempo. Dois meses, perguntei; mais, muito mais, talvez um ano.
      Deve ser daquelas mudanças de colecção que eles fazem esporadicamente, ele tem um espólio enorme...
      Continuam a não permitir fotografar, não é?

      Já tenho imensas saudades de lá ir...

      Beijinhos, Isabel.
      Boa semana.

      Eliminar
    3. E eu fui lá vê-la e nem me lembrei de perguntar...

      Muito obrigada pela informação. Assim já dá possibilidade de mais gente ver.

      Beijinhos:))

      Eliminar
    4. Obrigada. Vi hoje na RTP. Deve ser muito boa. Se fica muito tempo, vou ver se vou até aí. Com uns pastéis de feijão. 😊😋
      Boa noite!

      Eliminar
  8. Respostas
    1. Eu gostei muito, e tem um catálogo belíssimo! Crei que tem todas as obras expostas.

      Beijinhos:))

      Eliminar
  9. Adorámos o museu cargaleiro, quando o visitámos e eata deve mesmo valer a pena.
    Bom fim de semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vale sim. Pode ser que esteja o tempo suficiente, que lhes permita outra visita à cidade e inclua ver esta exposição.

      Uma boa semana:))

      Eliminar
  10. Se Castelo Branco não me fosse tão longe, sei bem onde eu iria encontrar-me com Cargaleiro.
    Boa semana, Isabel.

    ResponderEliminar